quinta-feira, 4 de outubro de 2007


Sei lá
Porque estou assim
Sinto-me bem por fora
Mas cá dentro há uma voz que quer gritar

Não foi
Nao foi de repente
Que fiquei mudada e Revoltada
Por não conseguir explicar

Quero só
Lançar-me ao mundo
Abrir os braços sem medo
Fechar os olhos, sentir o vento a bater na cara
...e, então...
gritar bem alto:
EU ESTOU AQUI!

3 comentários:

sara tavares disse...

E eu tambem.
Cá para ti, sempre cacao!


Gosto imenso de ti, acredita.

Pedro de Arimateia disse...

simples, gostei imenso :)

Susana Pereira disse...

E é assim que se começa a escrever :D momentos de inspiração; ideias que surgem na cabeça e que queremos registar para sempre; simples emoções que queremos expressar e que necessitamos de reflectir sobre elas; uma mensagem que se quer transmitir a todo o mundo..tudo isto faz com que tenhamos o desejo de escrever!
Ainda bem que foi assim que começaste porque se começaste com este poema que já é muito bom, o que vier agora será sempre melhor, pela evolução que todos nós nos esforçamos por conseguir :D

Parabéns CACAO,
sem dúvida um bonito poema!

Susana

PS: gostei especialmente da parte que dizes: "Quero só
Lançar-me ao mundo
Abrir os braços sem medo"

Percebe-se bem o que dizes, simples mas reflectido, muito bonito :D